Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘alimentação saudável’

Ainda no clima da Semana da Criança, a dica do Mundo Verde é pela escolha dos produtos orgânicos, que são uma opção de alimento natural mais saudável e equilibrado para uma dieta infantil.

Algumas vantagens da agricultura orgânica estão listadas abaixo:

  • É proibido o uso de agrotóxicos, adubos químicos artificiais e conservantes;
  • A produção respeita o equilíbrio microbiológico do solo. O processo fica mais sustentável, sem degradar a biodiversidade;
  • Respeito ao homem. Leis trabalhistas, ganho por produtividade, treinamento profissional e a qualidade de vida dos envolvidos no processo são levados em conta.

legumes organicos

Principais diferenças entre os dois tipos de agricultura:

ORGÂNICA

TRADICIONAL

Uso de esterco bovino e biofertilizantes Uso de agrotóxicos e hormônios
Reciclagem do solo Queimadas
Equilíbrio do solo (vida microbiana – húmus) Destruição da matéria orgânica
Policultura Monocultura
Equilíbrio ecológico Desequilíbrio ecológico
Animais criados livres sem consumo de drogas sintéticas Animais confinados com consumo de hormônios de crescimento, anabolizantes e outras drogas
Maior valor nutricional Maior quantidade de água e menos nutrientes
Sabor e aroma mais concentrados Sabor e aroma menos destacados

A cor viva dos alimentos organicos atrai a atenção das crianças

A cor viva dos alimentos organicos atrai a atenção das crianças

Da próxima vez que você for fazer as compras para seu filho, lembre-se das vantagens de ter a natureza à mesa! Escolha orgânicos, escolha saúde!

Anúncios

Read Full Post »

No Mês das Crianças o Mundo Verde oferece uma grande variedade de produtos para os consumidores mirins se deliciarem com guloseimas e evitarem os problemas típicos do excesso de peso. Afinal, a obesidade é uma das doenças nutricionais que mais crescem no mundo e vem acometendo cada vez mais as crianças, formando uma geração de adolescentes e adultos com problemas de saúde.

Frutas devem ser sempre a primeira opção para o consumo infantil. Mas existem guloseimas fabricadas para trazer benefícios para os pequenos também.

Frutas devem ser sempre a primeira opção para o consumo infantil. Mas no Mundo Verde você encontra guloseimas fabricadas para trazer benefícios para os pequenos também.

Alguns dos principais fatores associados à obesidade infantil são o sedentarismo e o maior consumo de alimentos ricos em carboidratos refinados e gorduras, provocado pela onda de fast foods no mercado. Afinal, guloseimas, salgadinhos, bolachas e doces são ainda considerados o carro-chefe da alimentação infantil.

Veja as dicas da nutricionista do Mundo Verde, Flávia Morais, para substituir as guloseimas tradicionais por opções bem mais saudáveis, gostosas e que ainda proporcionam ganhos à saúde.

  • Cookies Integrais: além de saborosos, são fontes de energia, fibras, vitaminas e minerais. Ótimos substitutos dos biscoitos tradicionais, que são altamente calóricos, pobres em nutrientes, contêm alto teor de gorduras saturadas e trans, além de serem elaborados com ingredientes refinados.
  • Chocolate à base de soja: adoçados com açúcar orgânico, isentos de colesterol, lactose e glúten. Os chocolates convencionais contêm alto teor de colesterol, açúcares e gorduras saturadas.
  • Barras de frutas: barra totalmente natural feita com frutas e castanhas. Sem corantes, conservantes e açúcar. Rico em fibras.
  • Snacks Integrais: ao contrário dos tradicionais, os snacks integrais são assados, ricos em fibras e livres de corantes artificiais.
  • Brownie de Soja: deliciosa opção de sobremesa, com a vantagem de ser rico em fibras, vitaminas e minerais. Sem lactose e glúten.
  • Frutas secas: crocantes, sem adição de açúcar e conservantes, mantendo as características nutricionais, como os teores de vitaminas, minerais e fibras contidos nas frutas.
  • Paçoca de Soja: além de saborosa, é nutritiva. Fonte de vitaminas do complexo B e fibras.
  • Sucos de frutas orgânicas: sem adição de conservantes e corantes. Isentos de fertilizantes químicos e agrotóxicos. Fontes de vitaminas e minerais antioxidantes.

Procure a loja Mundo Verde mais próxima da sua casa e encontre os produtos indicados pela Flávia Morais!

    Os pais são responsáveis pela boa educação alimentar dos filhos

    Os pais são responsáveis pela boa educação alimentar dos filhos

    Dicas para quem tem restrições alimentares

    Para quem tem doenças associadas à alimentação, deve-se restringir o ingrediente ou nutriente que causa a intolerância ou doença. Confira:

    • Celíacos: Excluir tudo que for fonte de glúten (trigo, aveia, centeio, cevada e malte). Portanto: hambúrguer, pizza, salgadinhos, biscoitos que tenham o glúten estão proibidos.
    • Diabéticos: Deve-se controlar a ingestão de carboidratos e açúcares: balas, doces, chicletes, sorvetes e fontes de açúcar estão proibidos.
    • Intolerantes à lactose ou à proteína do leite de vaca: Alimentos que sejam preparados com os mesmos devem ser eliminados da dieta, como por exemplo iogurtes, sorvetes, chocolates, queijos, etc.

    Read Full Post »

    lancheiraEncontramos no site BBel | Um Estilo de Vida, da psicóloga, advogada e escritora Maria Isabel Marrey Ferreira um artigo excelente sobre Lancheira Saudável, que tem tudo a ver com a Semana da Criança do Mundo Verde aqui no Blog.

    As dicas do artigo podem ajudar as mamães a arrumarem um lanche especial para os pequenos, com a dose certa de gostosura e nutrição. Afinal, a alimentação infantil é quase totalmente determinada pelos hábitos que os próprios pais incluem no dia-a-dia de seus filhos. Portanto, seja em casa ou na escola, a referência alimentar pode e deve ser a mais saudável e equilibrada possível.

    Na hora de escolher os alimentos que irão compor a lancheira das crianças para irem à escola, é preciso usar a criatividade para que o lanche seja gostoso, atrativo e de preferência variado; para assim, fornecer a energia e os nutrientes que tanto precisam nessa fase de crescimento e desenvolvimento físico e mental. Uma alimentação adequada é essencial para suprir essas necessidades, garantir um bom desempenho escolar e cuidar da saúde.

    Montar uma lancheira saudável, embora pareça simples, não é tarefa fácil! Ainda mais que o grande atrativo das crianças e adolescentes na hora do recreio, além das brincadeiras com os amigos; é a cantina da escola.

    Nas cantinas; a maioria das opções leva nota baixa quando o assunto é saúde: alimentos industrializados prontos para consumo, ricos em conservantes, açúcar, gordura, sal; além dos salgados, enrolados e empanados, balas, sorvetes, hambúrgueres e refrigerantes!

    Com o crescimento da obesidade e diabetes na infância, como conseqüência do abuso de alimentos com alto teor de açúcar e gordura; é preciso ficar de olho no que as crianças e adolescentes comem quando estão na escola. O fundamental, é que a educação do que comer venha de casa.

    Como montar uma lancheira saudável:

    lancheira saudável

    A lancheira ou lanche do seu filho deve ter pelo menos um alimento fonte de cada grupo alimentar, levando em consideração as opções mais saudáveis:

    • um alimento energético como pão integral (ou preto, sueco, sírio, francês, bisnaguinha), biscoitos integrais salgados ou doces (sem recheios e coberturas), barra de cereais, bolos simples feitos em casa e cereais matinais à base de milho (aveia ou arroz) e geléia de frutas.

    São os alimentos fonte de carboidrato, que fornecem glicose, a principal fonte de energia para o bom desempenho físico e o trabalho cerebral.

    • um alimento construtor como iogurte desnatado, achocolatado, queijo branco ou pasteurizado, peito de peru, chester, leite semidesnatado, leite fermentado, iogurte com frutas, achocolatado, requeijão, petit-suisse, ovo cozido e atum conservado em água.

    Os alimentos construtores são ricos em proteínas, cálcio e ferro, nutrientes essenciais para o crescimento e desenvolvimento adequados.

    • um alimento regulador como frutas frescas ou secas, sucos naturais, de polpa ou de soja, água de coco, vegetais (pepino, cenoura, tomate), purê ou papa de frutas.

    Eles que fornecem fibras, vitaminas e minerais queregulam todo o funcionamento do organismo e previnem doenças.

    O lanche completo e saudável, portanto deve ter: um produto lácteo, um produto de panificação e uma opção de fruta (ou suco). Lembre-se que tornar os alimentos atrativos, dosar as guloseimas e variar o cardápio pode ajudar a despertar a expectativa de novos sabores na lancheira dos pequenos e o lanche dos já crescidos.

    O site da BBel disponibiliza também um slide show da lancheira saudável com algumas dicas criativas, vale a pena conferir.

    E no site do Mundo Verde você encontra também receitas especiais para crianças, inclusive um hambúrguer vegetal e snacks de soja que são ótimas opções de lanches.

    Read Full Post »

    As nutricionistas da Rede Mundo Verde prepararam uma lista de alimentos que podem ser incluídos em dietas vegetarianas, assim como suas características principais, confiram:

    • Soja: é uma excelente alternativa às proteínas animais. Proporciona uma fonte protéica completa, além de outros componentes benéficos à saúde, como: isoflavonas, ômegas 3 e 6, vitaminas do complexo B, fibras e minerais.
    • Quinua: reconhecida pela Organização para a Agricultura e Alimentação (FAO) como alimento perfeito para consumo humano. Seu teor protéico é superior ao dos cereais, sendo uma proteína de alto valor biológico, o que a torna fundamental para vegetarianos e atletas. Grão rico em minerais e vitaminas, é indicado na alimentação de idosos, crianças e pessoas com baixa resistência imunológica. É também fonte de ômegas 3 e 6.
    • Oleaginosas e sementes: as oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas etc.) e sementes (gergelim, girassol etc.) são excelentes fontes de proteínas, além de carboidratos, gorduras insaturadas, fibras e substâncias antioxidantes. Por serem de alto teor protéico, não devem faltar na alimentação de vegetarianos.
    • Leguminosas (feijões, ervilha seca, lentilha, grão-de-bico etc.): ricas em proteínas, carboidratos, fibras, além de conterem baixo teor de gorduras saturadas. Quando combinadas com cereais, formam fonte de proteína completa. As leguminosas são excelentes fontes de fitoquímicos, vitaminas do complexo B e minerais como o ferro.

    E, como prometido, vejam esta receita deliciosa de Nhoque de quinua ao molho bolonhesa preparada pela nutricionista Natalia Lautherbach:

    nhoque menor

    Ingredientes:

    • 180g de farinha de quinua orgânica
    • 2 xícaras (chá) de água filtrada
    • Sal marinho a gosto

    Molho

    • 250g de proteína texturizada de soja fina e escura
    • 130g de extrato de tomate
    • 4 tomates orgânicos picados
    • 2 colheres (sopa) de salsinha picada
    • 1 colher (sopa) de óleo de canola
    • 1 cebola picada, de preferência orgânica
    • 4 dentes de alho amassados
    • Sal marinho a gosto

    Modo de Preparo:

    • Ferver a água com sal.
    • Acrescentar a farinha de quinua, mexer até engrossar.
    • Retirar do fogo e abrir a massa em 2 cm de largura sobre uma superfície lisa.
    • Esperar esfriar e cortar em quadrados ou círculos.
    • Deixar a proteína de soja de molho em água para hidratar por aproximadamente 4 horas.
    • Escorrer a água e amassar levemente para retirar o excesso de água.
    • Em uma panela aquecer o óleo de canola e dourar os dentes de alho e a cebola.
    • Acrescentar os tomates picados, a salsinha, o sal e o extrato de tomate.
    • Adicionar a proteína de soja e deixar ferver por 2 minutos.
    • Regar o nhoque com o molho bem quente.
    • Servir. Para ficar mais saboroso acrescentar azeite de oliva extravirgem orgânico.

    Experimentem a receita no final de semana! Bom apetite e bom descanso a todos!

    Read Full Post »

    Hoje é Dia Mundial do Coração!

    A mudança dos hábitos alimentares é altamente recomendável para tratar da saúde do coração. Os novos hábitos devem incluir a redução do consumo de carne vermelha e de gorduras e o aumento do consumo de alimentos como peixe, frutas, verduras e produtos orgânicos.

    Entretanto, é bom lembrar que em muitos casos os alimentos sozinhos não dão conta de melhorar a saúde do seu coração. Inúmeros benefícios aparecem quando você faz uma dieta variada e leva um estilo de vida saudável, com atividades físicas constantes, sem vícios como o cigarro e o álcool.

    Abaixo segue uma receita produzida pelas nutricionistas da Rede Mundo Verde Bruna Murta e Natalia Lautherbach que pode ajudar você a iniciar essa mudança de hábitos alimentares, pelo bem do seu coração:

    Salada de Fibras

    salada fibras menor
    Ingredientes:

    • ½ Kg de grãos de trigo;
    • 1 cenoura, de preferência orgânica, média ralada;
    • 1 cebola média picada;
    • ½ pimentão verde, de preferência orgânico, picado;
    • 2 colheres (sopa) de uva passa orgânica;
    • 2 colheres (sopa) de nozes picadas;
    • 2 colheres (sopa) de azeitonas picadas;
    • salsinha e cebolinha, de preferência orgânica, a gosto;
    • folhas de hortelã, de preferência orgânica, picadas a gosto;
    • sal light a gosto;
    • azeite de oliva extravirgem orgânico a gosto

    Modo de Preparo:

    • Deixar os grãos de trigo de molho em água de um dia para o outro.
    • Escorrer.
    • Lavar bem o trigo.
    • Cozinhar em água na panela de pressão por aproximadamente 25 minutos.
    • Escorrer a água e deixar esfriar.
    • Em uma tigela acrescentar os demais ingredientes e misturar.
    • Levar à geladeira para resfriar.

    Rendimento: 7 porções

    Valor Calórico: 195 calorias

    Read Full Post »

    Amanhã, dia 30 de setembro, é Dia Mundial do Coração.

    As doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte no Brasil e no mundo. Má alimentação, sedentarismo, ingestão de bebidas alcoólicas, obesidade, hipertensão arterial, colesterol elevado e diabetes estão entre os principais fatores de risco.

    A prática de atividades físicas colabora para a saúde do coração

    A prática de atividades físicas colabora para a saúde do coração

    Algumas dicas fundamentais para a saúde do coração: alimentação balanceada rica em fibras, antioxidantes, gorduras insaturadas; baixo teor de sódio, gorduras trans e saturadas e aditivos químicos; prática de atividades físicas; combate ao estresse e ao tabagismo.

    Conheça alguns alimentos que devem ser incluídos no seu cardápio para o bem do seu coração:

    • Aveia: é um cereal integral, fonte de betaglucana, uma fibra que retarda a absorção de carboidratos e gorduras.
    • Óleo e semente de linhaça (ômega 3), óleo de peixe, de oliva extravirgem: fontes de gorduras monoinsaturadas.
    • Chás Verde e Branco: os antioxidantes desses chás auxiliam no combate aos radicais livres.
    • Suco de Uva Integral Orgânico: fonte de resveratrol o que torna este suco um poderoso antioxidante.
    • Alho: fonte de aliina e alicina, vasodilatadores.
    • Oleaginosas: contém substâncias antioxidantes e gorduras insaturadas. São elas: amêndoas, avelãs, amendoim, castanha de caju, castanha do Brasil, nozes e pistache.
    • Chocolate Amargo (70% cacau): Fonte de polifenóis.
    • Soja: A soja e seus derivados são fonte de isoflavonas e proteínas de alto valor biológico.
    • Óleo de coco extravirgem: contém ácido láurico, ácido caprílico e triglicerídeos de cadeia média (TCM). Possui ação antioxidante. É considerado um óleo estável quando submetido ao aquecimento, daí ser um ótimo substituto da manteiga e outros óleos como ingredientes das preparações.
    • Sal light: possui teor reduzido de sódio.

    Fique ligado no Blog porque divulgaremos algumas receitas benéficas para o coração elaboradas pelas nutricionistas da Rede Mundo Verde.

    Cuide da saúde do seu coração!

    Cuide da saúde do seu coração!

    Uma dica indispensável é para que você consulte seu médico e nutricionista periodicamente. O controle do peso já representa um grande passo para evitar os fatores de risco que prejudicam o funcionamento desta máquina poderosa.

    Read Full Post »

    Uma boa noite de sono também depende de uma boa alimentação

    Uma boa noite de sono também depende de uma boa alimentação

    Dormir mal e acordar com a sensação de não ter descansado é um dos problemas contemporâneos que mais crescem, em grande parte devido às rotinas estressantes, má alimentação, ansiedade e depressão, entre outros motivos. As nutricionistas da Rede Mundo Verde, Natalia Lautherbach e Thais Souza, prepararam uma lista de dicas de alimentação que contribuem para uma boa noite de sono:

    • inclua em seu cardápio semente de linhaça, cereais integrais, tâmaras, banana e iogurte, pois são fontes de triptofano;
    • consuma sementes oleaginosas (castanha de caju, castanha do Brasil, amêndoa, avelã, amendoim, pistache e nozes). São boas fontes de magnésio;
    • shiitake, brócolis, tomate, espinafre, rúcula, couve, pitanga, acelga, almeirão e caju são alimentos fonte de ácido fólico;
    • evite o excesso de líquidos antes de se deitar, pois idas frequentes ao banheiro interrompem a noite de sono;
    • evite se deitar com estômago vazio, realize uma refeição leve. Opções são: frutas, leite de soja, queijo branco ou biscoitos integrais. Evite consumir pratos gordurosos e picantes, que dificultam a digestão;
    • refrigerante, café preto, chocolates, chá mate, também devem ser evitados, pois são fontes de cafeína;
    • procure manter horários regulares, assim seu organismo fica treinado para acordar e dormir na mesma hora diariamente;
    • faça exercícios físicos; para algumas pessoas fazer exercícios a noite pode ser muito energizante, neste caso prefira realizar os exercícios durante o dia;
    • desfrute de um banho quente à noite. Muitas vezes, a água quente ajuda a relaxar os músculos de um dia estressante.

    As nutricionistas também prepararam uma receita de chá que pode colaborar para uma noite de sono tranquila e revigorante, confiram:

    Chá Durma Bem

    chá menor

    Ingredientes:

    • 250 ml de água filtrada
    • 1 colher (chá) de erva cidreira
    • 1 colher (chá) de camomila
    • 1 colher (chá) de maracujá

    Modo de Preparo:

    • Ferver a água e colocar as ervas em infusão.
    • Servir quente.
    • Rendimento: 01 porção
    • Valor Calórico: 0

    Read Full Post »

    Older Posts »